Lema da Central Musical: Anos 80

Não é necessário gostar de tudo, mas por que não conhecer? - Uma audição crítica de todos os álbuns lançados na década de 80.

Splendido Hotel - Al Di Meola

14 de out de 2010 comentários

O que é isso?



Ficha corrida do cara:
Nome completo: Al Di Meola
Nacionalidade: estadunidense
Período de atividades: 1974 até hoje
Site oficialhttp://www.aldimeola.com/new-site/index.php
Estilo/Gênero: Jazz, Soul, Rock/Jazz Fusion, Gypsy Jazz, Latin Jazz, Funk, R&B, Rock Progressivo
Álbuns (carreira solo): 31 até o momento
Line-up do disco: Al Di Meola (guitarra, violão, mandocello, percussão, teclado, bateria, vocais), Les Paul (guitarra), Anthony Jackson (baixo), Tim Landers (baixo), Chick Corea (piano), Philippe Saisse (teclado, marimba, vocal), Peter Cannarozzi (sintetizador), Jan Hammer (sintetizador Moog), Robbie Gonzales (bateria), Steve Gadd (bateria), Mingo Lewis (percussão), Eddie Colon (percussão), David Campbell (violino), Carol Shive (viola), Dennis Carmzyn (violoncelo), Raymond Kelley (violoncelo), The Columbus Boychoir (backing vocals)

Splendido Hotel (1980) - Ouça aqui o disco completo!




Cotação da crítica especializada:
All Music Guide (0 a 5): 5

Sobre o disco:


Depois de ser severamente criticado por seus primeiros álbuns solo, Al Di Meola resolveu se reciclar e aprofundou o estudo musical para a música latina e o rock, dessa forma, aperfeiçoou suas técnicas de fusion jazz e tornou-se um dos músicos mais influentes desse gênero. É bom que se diga que o senhor Di Meola sempre foi reconhecido como um exímio guitarrista, as críticas incorriam ao fato de ele ser extremamente técnico e virtuoso em detrimento da expressividade e interpretação.

O disco que ouvimos hoje teria tudo para ser considerado uma colcha de retalhos, pois cada faixa trás um ritmo diferente, as vezes vai ao flamenco, outras ao rock progressivo, jazz fuision, baladas, etc. Porém, a desenvoltura com que cada faixa é composta e executada, nos faz notar quanta intimidade tem esse grande músico com essa rica diversidade. É um disco pretensioso e arriscado, mas o resultado final é grandemente satisfatório, serve como referência para compositores e guitarristas de fusion e rock progressivo até hoje, um clássico!

Guitarra modelo Les Paul
Ressalto as colaborações no álbum do veterano guitarrista Les Paul (sim, foi ele que inventou aquela guitarra...) e de seu ex-colega da banda Return to Forever, o considerado por muitos o melhor tecladista de todos os tempos, Chick Corea (saiba mais sobre ele nas leituras relacionadas), além de uma prestigiada seleção de músicos de estúdio.

O disco nos remete a uma verdadeira viagem sonora que passa por diversas formas musicais, beira a genialidade - recebeu cotação máxima da crítica. Minha aposta é que sua audição agradará principalmente aos guitarristas e aos fãs de rock progressivo.

Leitura relacionada:



Se você nunca ouviu o cara...


Um virtuose da guitarra, um dos caras mais rápidos do mundo, considerado o quarto melhor guitarrista do planeta pela revista Guitar Player.

De formação acadêmica, é muito mais que um monstro da guitarra: é um grande compositor que consegue transitar com eficiência e arte em vários estilos musicais. Uma das referências para quem gosta de guitarra, rock progressivo e fusion jazz.

comentários

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, verifique as normas do blog:
Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão de maneira gratuita.

Obrigado por sua visita, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...