Lema da Central Musical: Anos 80

Não é necessário gostar de tudo, mas por que não conhecer? - Uma audição crítica de todos os álbuns lançados na década de 80.

Boys Don't Cry - The Cure

9 de dez de 2010 comentários: 3
O que é isso?



Ficha corrida da banda:
Nacionalidade: inglesa
Período de atividades: 1976 até hoje
Estilo/Gênero: Rock/Post-Punk, Gothic Rock, New Wave, Alternative Rock
Álbuns de estúdio: 13 até o momento
Site oficialhttp://www.thecure.com/

Boys Don't Cry (1980) - Ouça aqui o disco completo!



Sobre o disco:

Line-up: Robert Smith (vocal, guitarra), Michael Dempsey (baixo, backing vocals), Lol Tolhurst (bateria)

Cotações:
All Music Guide (0 a 5): 4,5
Robert Christgau: B+
Rolling Stone: favorável

Charts:
Austrália: 60º
Nova Zelândia: 25º

Um ano após lançarem seu álbum de estreia, Three Imaginary Boys, o Cure grava esta coletânea e... Espera aí! Os caras só tinham um disco na praça e já lançam uma coletânea?! - Para explicar esta história, preciso contar uma passagem do início da carreira da banda.
Three Imaginary Boys
The Cure já estava na estrada há algum tempo, quando participam e vencem um concurso de bandas, onde o prêmio era a assinatura de um contrato com uma gravadora. Essa gravadora, achando que iria fazer da Cure mais uma daquelas bandinhas caça-níquel (essa praga sempre existiu...), começou a pressionar Robert Smith e cia para que gravassem covers de alguns hits ao invés de suas próprias composições. O único cover que eles aceitaram fazer foi 'Foxy Lady' do Jimi Hendrix (já imaginou? Surreal, não?), o restante foram as composições da banda que os produtores acharam que teriam um apelo mais comercial. Desse modo foi feito Three Imaginary Boys.

Para o álbum seguinte, a gravadora foi irredutível: tinham que gravar os covers e ponto final. The Cure novamente se recusou e o contrato foi rescindido. A banda começou de novo apoiando as turnês dos amigos do Siouxsie & The Banshees.

O público aceitou bem o som deles e uma nova gravadora resolveu apostar neles. Assim foram lançados os singles 'Boys Don't Cry' e o controverso (preconceituoso?) 'Killing an Arab' (matando um árabe). As duas canções fizeram bastante sucesso no Reino Unido e motivou a gravadora a lançar um álbum de "apresentação" para o público internacional que reunisse o melhor do Cure composto entre os anos de 1976 e 1979, nossa coletânea de hoje.

Robert Smith
A compilação 'Boys Don't Cry' tem como destaques os singles já citados além de 'Jumping Someone Else's Train' e a trilogia 'World War', 'Plastic Passion' e 'Three Imaginary Boys' (mutilada pela gravadora anterior no disco de estreia).

No mesmo ano de 1980, The Cure grava o clássico Seventeen Seconds que em breve teremos aqui no blog. 

Posts relacionados:


Se você nunca ouviu a banda...
The Cure, na verdade é Robert Smith - vocalista, guitarrista, compositor e o único membro constante. O line-up mudou várias vezes no decorrer dos anos, mas a banda nunca perdeu sua identidade pois Smith sempre foi o motor criativo.

Banda precursora do gothic rock ou gótico (nada a ver com emo!), seu som é original mesmo se comparado com outras bandas góticas, porque apesar de ser sombrio, muitas vezes demonstra uma certa infantilidade (no bom sentido do termo); é difícil explicar... é como uma animação do Tim Burton: sombria, mas estranhamente alegre.

comentários: 3

Anônimo :

Gosto muito do The Cure, fez parte das bandas que curti na minha adolescência, fiz ate parte de uma Fã Clube, que fiquei conhecendo através de um programa que passava na TV Cultura chamado RESVISTINHA.

Rodrigo Nogueira :

Eu lembro desse programa! Também curtia, tem um canal na tv à cabo que o reprisa (só não lembro qual...)

Seja bem-vindo(a) ao blog! O The Cure teve um papel muito importante na década de 80, acompanhe a Central! Postarei sobre toda a discografia da banda lançada na década de 80!

Abraço!

beto de recife :

também gosto muito dos the cure.
ñ se faz mais bandas assim,essa banda foi tbm uma influência para RENATO RUSSO,pois ele sabia o q era bom,tenho 22 anos e ñ gosto de nenhuma dessas banda de hj em dia,prefiro mais the smiths,the cure,the door,e outras boas daquela epocas grande epoca.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, verifique as normas do blog:
Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão de maneira gratuita.

Obrigado por sua visita, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...