Lema da Central Musical: Anos 80

Não é necessário gostar de tudo, mas por que não conhecer? - Uma audição crítica de todos os álbuns lançados na década de 80.

On Through The Night - Def Leppard

20 de jan de 2011 comentários

O que é isso?



Ficha corrida da banda:
Nacionalidade: inglesa
Período de atividades: 1977 até hoje
Estilo/Gênero: Rock/Hard Rock, Heavy Metal, NWOBHM, Glam Metal
Álbuns de estúdio: 10 até o momento
Site oficialhttp://www.defleppard.com/

On Through The Night (1980) - Ouça aqui o disco completo!


Sobre o disco:

Line-up: Steve Clark (guitarra), Rick Savage (baixo), Pete Willis (baixo), Rick Allen (bateria), Joe Elliott (vocal), Chris M. Hughes (teclado), Deve Cousins (vocal)

Cotações:
All Music Guide (0 a 5): 3,5
Sputnik Music (0 a 5): 3

Charts:
Britânico: 15º
EUA 51º

Quem acompanha de perto as postagens da Central Musical: Anos 80 já deve ter percebido que o ano de 1980 foi muito importante no lançamento de diversos álbuns "debuts" de bandas do cenário NWOBHM, muitas destas bandas inclusive tornaram-se clássicas do Heavy Metal. Hoje, posto o disco de estreia daquela que na época era a mais famosa de todas, acima inclusive de nomes que ficaram muito maiores no decorrer do tempo como Iron Maiden por exemplo. Hoje é dia de On Through The Night do Def Leppard.

Premiado com disco de platina, este álbum reúne regravações dos sucessos da época em que divulgavam seu trabalho apenas através dos shows (a cada dia mais lotados), seus primeiros EPs e algumas composições inéditas. Os integrantes da banda eram muito jovens na época e tinham um domínio razoável de seus instrumentos (apesar disso, muito acima da maioria dos artistas do cenário punk) e por isso produziram um material cru , exceção feita a ótima 'Overture' (Abertura), que ironicamente encerra o álbum; e muito mais pesado do que o material que lançariam depois, no auge de seu sucesso.

Para mim é disparado o melhor álbum da banda, apesar da maioria dos fãs se apegarem mais aos discos Pyromania e Histeria. O argumento é muito simples, apesar de já começar a fazer patifarias (fariam muitas mais nos álbuns seguintes) como a faixa 'Hello America' - uma nítida puxação de saco para tentar entrar no mercado estadunidense, o maior do mundo - o disco é autêntico e as faixas (na maioria) são honestas. A essência do NWOBHM está lá, assim como o peso, que com o passar dos anos seria abrandado.

As faixas de maior brilho são a já citada 'Overture', que bebe um pouco no rock progressivo; 'Rock Brigade', que abre o disco e foi lançada como single; e 'Wasted', a que fez mais sucesso de público. Baseado em entrevistas, sabe-se que a banda não gostou muito da produção de Tom Allon (Judas Priest e outros - realmente ela não ficou muito boa...) e acabou relegando este ótimo álbum a um segundo plano, praticamente ignorando suas músicas nos set-lists dos shows a partir de meados da década de 80, salvo alguma inclusão eventual de 'Wasted' ou 'Rock Brigade'.

Posts Relacionados


Se você nunca ouviu a banda...

Começaram muito bem fazendo um Heavy Metal competente na linha da NWOBHM, tornando-se inclusive o primeiro grande nome do gênero (acima até do Iron Maiden!). Porém, logo o sucesso desvirtuou seu caminho e passaram a fazer um metal farofa para agradar a mídia.

Claro que tem muita música boa que foi produzida por eles, mas a essência do verdadeiro metal se perdeu pelo caminho e a maioria do que restou é um material pasteurizado e homogeneizado, ou seja, ótimo para as FMs...

comentários

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, verifique as normas do blog:
Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão de maneira gratuita.

Obrigado por sua visita, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...