Lema da Central Musical: Anos 80

Não é necessário gostar de tudo, mas por que não conhecer? - Uma audição crítica de todos os álbuns lançados na década de 80.

Boy - U2

24 de jun de 2010 comentários: 3
Integrantes ainda adolescentes
 



Ficha corrida da banda:
Nacionalidade: irlandesa
Período de atividades: 1976 até hoje
Site Oficial: www.u2.com
Estilo/Gênero: Rock/Rock Alternativo, Post-Punk
Álbuns de estúdio: 12 (até a presente data)
Membros em 1980: Bovo Vox (vocal e guitarra), The Edge (guitarras, teclado e vocais), Adam Clayton (baixo) e Larry Mullen Jr. (bateria)

Bio - 1ª Parte

Tudo aconteceu nos pátios do colégio Mount Tample Comprehensive, em Dublin, Irlanda. Foi no ano de 1976 que o jovem Larry Mullen Jr. de apenas quatorze anos, que tocava um pouquinho de bateria, resolveu  formar uma banda. Ele colocou um anúncio no mural da escola que foi prontamente atendido por uma série de colegas, entre eles os irmãos Dave e Dik Evans, Adam Clayton e Paul Hewson. Paul, um líder nato, imediatamente tomou a frente do grupo, o microfone e começou a sugerir as músicas que iriam fazer covers. Assim surgiu o 'Feedback', banda que tocava os sucessos dos 'Sex Pistols', 'The Clash' e 'The Jam'.

Dave (The Edge) e Dik Evans
Dik, o mais velhos dos irmãos Evans, logo desiste da banda, pois já estava em tempos de cursar a faculdade. Sem grandes alardes, o Feedback passou o ano quase sem ser notado. Então em 1977 os integrantes resolveram mudar o nome da banda para 'Hype', e desse modo se apresentaram em algumas feiras, igrejas e escolas. Apenas em 1978 é que começaram a surgir as composições próprias.

O baixista Adam Clayton tinha um amigo que tocava em uma banda punk local chamado Steve Averill, que dizia que Hype não estava com nada e sugeriu outros seis nomes potenciais. O escolhido foi 'U2' por ser considerado "o menos ruim". Com músicas próprias e um nome mais "maneiro", resolveram tentar a sorte em um show de talentos realizado na cidade de Limerick, no dia de São Patrício, o feriado religioso mais importante da Irlanda.

Bono e McGuinness trabalham juntos até hoje
E não é que os garotos ganharam? Aproveitaram a grana do prêmio e gravaram sua primeira fita demo. Ela agradou o jornalista Bill Grahan que indicou a banda para o produtor Paul McGuinness, que aceitou empresariar o U2.

Os primeiros singles tiveram uma boa aceitação local, mas depois de algumas tentativas frustradas de atingir o público inglês, resolveram ficar pela Irlanda mesmo. Pelo menos até sair o single "I Will Follow", que conseguiu expandir as fronteiras da banda.

Todos os singles e mais algumas faixas foram reunidos no álbum, produzido pelo craque Steve Lillywhite, chamado Boy. A crítica abraçou a banda profetizando que ela tinha muito potencial por ter muita criatividade e por seu vocalista (Paul Hewson) ser muito carismático e apaixonado em suas apresentações, um verdadeiro showman. Nascia assim as lendas Bono Vox, The Edge, Clayton e Mullen Jr.: U2, uma das melhores e mais bem sucedidas badas da história.

Leituras relacionadas:

Boy (1980)


Curiosidade: Essa capa foi censurada nos EUA por ser considerada apologia à pedofilia (é mole?). À direita a capa alternativa:


Cotações da crítica especializada
Pitchfork Media (0 a 10): 8,3 
The Boston Globe: favorável
All Music Guide (0 a 5): 4 
Sputnik Music (0 a 5): 4
Robert Christgau: C+
Piero Scaruffi (0 a 10): 7
Rolling Stone (0 a 5): 4,5 

Audição comentada:




Faixas/Destaques

01 - I Will Follow
Poucos acordes da guitarra abrem acompanhados do baixo. Repiques de bateria e entra o vocal ainda imaturo, mas muito legal de Bono. Interessante notar a criatividade das passagens da guitarra ao fundo. Esse foi o primeiro hit do U2.

02 - Twilight
Arpejos da guitarra entremeados de glissandos do baixo, que depois parte para um fraseado independente e bem trabalhado. Bono mostra toda sua grande extensão vocal, ainda que pouco firme. O solo da guitarra é simplório, mas muito vibrante e original. Minha faixa favorita do álbum.

03 - An Cat Dubh
Uma faixa mais lenta. A guitarra faz diversas experimentações sonoras. Backing vocals interessantes assim como algumas passagens da bateria. Sonoridade etérea.

04 - Into The Heart
Essa pega o final da anterior e entra emendada. O clima etéreo dá lugar a uma melodia sensível, mas não triste, um final de tarde de outono, eu diria.

05 - Out Of Control
Acordes esparsos como de costume. Meia escala descendente no baixo ao final de cada estrofe, backing vocals vigorosos, assim como o ritmo. Muito boa.

06 - Stories For Boys
Caixa da bateria à mil, arpejos alternados entre graves e agudos, fraseado independente de baixo. Mais uma faixa simples, porém brilhante.

07 - The Ocean
Com clima "marítmo", a música nos mostra a experiência de estarmos estagnados em alto-mar. Dá para ouvir até o som das cordas do navio...

08 - A Day Without Me
Novamente acordes de guitarra alternados entre graves e agudos, agora nos contracantos. A bateria no contratempo e fazendo algumas "quebradas". Música urbana.

09 - Another Time, Another Place
A estética continua a mesma, então, mais uma faixa legal! Esta faixa é a mais intensa do disco.

10 - The Electric CO.
Mais uma faixa cheia de energia. The Edge brinca com a guitarra variando de tempo para contratempo, e ainda faz os backs. Larry Mullen também se diverte mudando o andamento da música e fazendo várias viradas. Clayton faz alguns fraseados independentes e Bono não economiza na vibração.


11 - Shadows And Tall Trees
A última música entra emendada na anterior e quebra um pouco da volúpia, mas nos presenteia com um belo encerramento para o álbum.

comentários: 3

Guilherme :

Opa,novo blog na area,parabéns e já estou seguindo !!!

Rodrigo Nogueira :

Valeu amigão! É o primeiro comentário que o blog recebe, obrigado pela força.

Anônimo :

Caro colega, gostaria de fazer um alerta. Na foto acima este "Bono" com o produtor Paul McGuinness, não é o Bono e sim um sósia!

Abrs

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, verifique as normas do blog:
Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão de maneira gratuita.

Obrigado por sua visita, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...