Lema da Central Musical: Anos 80

Não é necessário gostar de tudo, mas por que não conhecer? - Uma audição crítica de todos os álbuns lançados na década de 80.

Hail H.I.M. - Burning Spear

17 de ago de 2010 comentários

O que é isso?



Ficha corrida do cara:
Nome completo: Winston Rodney Godfrey
Nacionalidade: jamaicana
Período de atividades: 1969 até hoje
Site oficialhttp://www.burningspear.net/
Estilo/Gênero: Reggae
Álbuns de estúdio: 29 até o momento
Line-up do disco: Burning Spear (vocal, percussão), Aston "Family Man" Barrett (baixo, percussão), Nelson Miller (bateria), Junior Marvin (guitarra), Tyrone Downie (teclado), Earl Lindo (teclado), Bobby Ellis (trompete), Herman Marquis (saxofone), Egbert Evans (sopros diversos).

Sobre o disco:

Após o grande sucesso do álbum de 1976 Marcus Garvey, Burning Spear passou a ser reconhecido no mundo inteiro como grande força do reggae ao lado de Bob Marley e Peter Tosh. A gravadora Island (Bob Marley, U2) se interessou por ele e ofereceu um contrato, o primeiro lançamento foi o próprio Marcus Garvey, só que agora com uma qualidade superior e grande distribuição.

Nesse período, o reggae era apreciadíssimo na Inglaterra e influenciou bandas importantes como Police e Rush (que não era um conjunto britânico, mas que estava por lá nessa época, veja leitura relacionada abaixo). Burning Spear se apresentou em grandes casas londrinas, sempre com as lotações esgotadas e lançou mais alguns álbuns importantes. O sucesso foi tanto que chegaram a fazer uma ponta no filme Rockers - filme que nasceu para ser um documentário sobre o reggae, mas que acabou virando um romance mesmo - obrigatório para os fãs do estilo musical nascido na Jamaica.
Marcus Garvey

Após romper com a Island Records, resolve fundar seu próprio selo e se ligar à EMI. O primeiro disco com o novo selo foi justamente Hail H.I.M, gravado no estúdio do Bob Marley, uma das maiores influências de Spear.

É bom explicar que o reggae nasceu como movimento musical, mas também religioso. Exprime as doutrinas e filosofias dos Rastafari, da qual Burning Spear é adepto e praticante dos cultos a Jah. O herói jamaicano, jornalista, ativista político e profeta Marcus Garvey também é uma grande influência para as músicas e para a vida do nosso artista de hoje.

Cotações da crítica especializada:
All Music Guide (0 a 5):  5
Robert Christgau: B


Se você nunca ouviu o cara...

Independentemente do blá-blá-blá religioso (desculpem amigos, sou um cara cético), há muitas mensagens positivas nas letras dele. Musicalmente, a banda tem uma sintonia invejável e promove arranjos, na maioria das vezes tranquilos.

A música de Burning Spear soa preguiçosa, no bom sentido do termo. Gostosa para relaxar em qualquer momento e em qualquer lugar. Geralmente trás paz ao ouvinte e bons motivos para reflexões.

Leitura relacionada:
Hail H.I.M (1980)


Ouça aqui o disco completo




Faixas:

01 - Hail H.I.M.
02 - Columbus
03 - Roady Foggy
04 - Follow Marcus Garvey
05 - Jah See and Know
06 - African Teacher
07 - African Postman
08 - Cry Blood Africans
09 - Jah a Quh Raid

comentários

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, verifique as normas do blog:
Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão de maneira gratuita.

Obrigado por sua visita, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...