Lema da Central Musical: Anos 80

Não é necessário gostar de tudo, mas por que não conhecer? - Uma audição crítica de todos os álbuns lançados na década de 80.

Disco do Dia: Frantic City - Teenage Head

10 de fev de 2011 comentários

O que é isso?



Ficha corrida da banda:
Nacionalidade: canadense
Carreira: 1975 até hoje
Estilo/Gênero: Rock/Punk, Garage Rock, Rockabilly
Álbuns de estúdio: 8 até o momento
Site oficialhttp://www.teenagehead.ca/

Frantic City (1980) - Ouça aqui o disco completo!


Sobre o disco: 

Chart:
Canadá: 28º

Frantic City foi o terceiro álbum e o que trouxe o sucesso para essa interessante banda punk canadense. Os singles 'Let's Shake' e 'Something on my mind' foram bem-sucedidos na América do Norte e o Teenage Head passou a fazer shows nas casas mais populares do Canadá, como o Toronto Ontario's Place, onde em junho de 1980 botaram literalmente a casa abaixo. Os fãs fizeram a maior quebradeira incitados pelo show da banda. O estrago foi tão grande que os donos do local decidiram não trazer mais shows de rock. A casa passou anos fechada para esse estilo musical.

Pouco antes de começarem a excursionar pelos Estados Unidos, o guitarrista Gord Lewis sofreu um acidente de carro. Em seu lugar, foi convidado David Bendeth para assumir as seis cordas da banda, mas o estrago já estava feito, a turnê foi cancelada.

Apesar de não ser um adepto do punk, gostei muito desse trabalho do Teenage Head. Seu som despretensioso e regado à rockabilly, como 'Wild One' e 'Something on my mind' (que tem até um sax!) são  muito divertidos. As faixas mais punks têm cara de hits, e apresentam nítidas influências das músicas mais acessíveis dos Sex Pistols e do Clash, mas a influência mais marcante é a dos Ramones. É uma bela porta de entrada para quem quer começar a ouvir punk, mas tem medo de muita agressividade.

Post relacionado:


Se você nunca ouviu a banda...
Uma das bandas mais populares no Canadá na década de 80, o Teenage Head mostra aquele punk meio rockabilly, com performances ao vivo de agitar e tumultuar o ambiente.

A maioria das músicas são formadas pelos típicos três acordes do estilo, mas são sempre vibrantes, sem exagerar na agressividade.

comentários

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, verifique as normas do blog:
Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão de maneira gratuita.

Obrigado por sua visita, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...